Constelação Familiar Sistêmica

 


 



Constelação Familiar Sistêmica – Um novo olhar

A Constelação Familiar nos oportuniza um novo olhar para as nossas questões conflitantes. Passamos a entender o que ocorre com o outro e percebemos as verdades implícitas que muitas vezes passam despercebidas por nós, pois estamos tão emaranhados nos problemas que não conseguimos perceber o que realmente está acontecendo e o porque destes acontecimentos. Um novo olhar é ofertado através da Constelação Familiar onde o cliente absorve aquilo que é necessário para seguir adiante com melhor compreensão sobre seus conflitos.

A Constelação atua em diversos campos:
• Compreensão de conflitos familiares, sociais
• ‎ Dificuldade de relacionamentos
• Doenças e problemas de saúde
• Dificuldade em lidar com perdas de entes queridos
• Dificuldades financeiras
• Dificuldade em manter-se em uma empresa.
• ‎Outros…

 


Depoimentos


Jaqueline

Sapiranga/RS

Bom dia Henrique.

Estou passando para te dar notícias… não consegui fazer isto no final de semana porque foi tudo muito corrido. Coisas boas, mas corrido…

Sábado ainda tive bastante dor nos ombros e pescoço… A terapia foi muito intensa ( constelações ), me emocionei muito, aí ficou difícil relaxar … mas já sai de lá me sentindo em paz, sem mágoa e sem o famigerado sentimento de culpa que sempre me acompanhava…

Ainda não encontrei minha irmã, mas a minha mãe estava muito mais doce e receptiva e não fez cobranças. Eu também tive um novo olhar para ela, não a vi mais como a minha opressora, apenas como uma mãe idosa e carente de afeto apesar de toda a sua independência. Ela mora sozinha e cuida de tudo sozinha com 83 anos. Eu levo no mercado, vou no banco, mas se eu não fizer isto ela dá um jeito de fazer sozinha e eu sempre a admirei muito por isso.

No domingo já acordei sem as dores da fibromialgia, animada com a agenda do domingo… Não posso te dizer que não tive nenhuma dor, mas nada comparado com o que estou acostumada.

Bom Henrique, mais uma vez tive a certeza que devo continuar confiando nos caminhos divinos e acreditando no ser humano… Meu pai dizia que Deus escreve certo por linhas tortas… Minha amiga entrou em contato comigo para que eu assistisse tua palestra alusiva à fibromialgia. Não deu, te procurei no outro dia, tu propôs tratar minha dor em um minuto e aí tudo se desenrolou até fazermos a terapia de constelações familiares. A origem das minhas dores estava ali, nos conflitos familiares… Agora estou livre para traçar o caminho inverso da fibromialgia…

Hoje a palavra que me define é GRATIDÃO. Agradeço a Deus todos os caminhos e pessoas que me levaram até você. Agradeço a você pelo amor e seriedade com que realizas o teu trabalho.
Quero continuar mantendo contato contigo e com certeza vou indicar teu trabalho.

Gratidão por tudo Henrique.


Marcele

Novo Hamburgo/RS

Gratidão, Henrique Fontoura, por nos proporcionar algo novo. Um conhecimento, uma visão do nosso interior, um aprendizado que já colocamos em prática: 50% para um, 50% para o outro.


Matéria no Fantástico sobre a Constelação Familiar Sistêmica


A TEORIA POR DETRÁS DAS CONSTELAÇÕES

Pensarmos na família como uma unidade orgânica, à semelhança de uma planta ou um animal, ajudará a entender este trabalho. Assim como há certos requisitos básicos para que uma árvore seja saudável, também há requisitos básicos para uma família ser saudável. Uma árvore precisa de projectar as suas raízes para um solo nutritivo e o seu tronco precisa de ser suficientemente forte para suportar os ramos. Da mesma forma, numa família os pais precisam de ser capazes de serem fortes para sustentar os seus filhos e as crianças precisam de ser capazes de receber o amor de seus pais.

Quando a ordem natural da família não é seguida, por exemplo, quando as crianças se comportam como pais e os pais se comportam como crianças, então o amor não flui de forma eficaz naquela família. Portanto, ignorar essas ordens do amor pode levar a consequências para os membros da família que podem durar por muitas gerações, prejudicando a vida das pessoas e limitando seu potencial para o mundo.

As famílias humanas operam dentro de uma estrutura inata através da qual o amor flui naturalmente. O sistema central é o casal, onde cada um respeita o outro como homem e como mulher. Ambos têm de honrar as influências anteriores, tais como as famílias de origem ou qualquer casamento prévio na vida do parceiro. Quando o fazem, a consideração mútua é livre de distorção. O segundo relacionamento não pode reproduzir o primeiro; cada um tem as suas características próprias e ambas exigem reconhecimento.

O seguinte aspecto fundamental é que os pais são pais e as crianças são crianças. Quando as crianças se comportam como pais e os pais se comportam como crianças, então o amor não flui eficazmente na família. Os terapeutas familiares chamam isto “parentificação” das crianças. Acontece com frequência quando os pais sofrem de doenças crónicas ou quando morrem muito jovens.

Por vezes essas ordens são menos óbvias. Por exemplo, alguém pode ser esquecido por várias razões, como por exemplo ter morrido jovem. Esse esquecimento perturba o sistema familiar, que tenta restaurar a ordem colocando alguém no sistema a representar o esquecido. Se, por exemplo, um irmão representa um tio que morreu quando era criança, então ele tem dois papéis irreconciliáveis: o papel do tio e o papel do irmão. Enquanto todos os elementos da família não estão conscientes disto, isto causa confusão e dificuldades no sistema familiar. A este processo chama-se emaranhamento sistémico.

A imagem é a de um rio de amor fluindo através dos membros da família e através das gerações, cujo curso frequentemente se distorce, de várias e diferentes maneiras e graus de gravidade.

As famílias só podem funcionar harmoniosamente quando cada membro tem um lugar igualmente valorizado e respeitado. Quando um membro da família é esquecido ou excluído, isso tem geralmente consequências negativas para todos os membros da família. A harmonia real é possível quando cada um pode conhecer, honrar e apreciar o facto de fazer parte de uma unidade maior e quando a cada pessoa da família é reconhecida e lhe é dado o seu lugar apropriado.

Quando os indivíduos tentam melhorar as coisas sem considerarem o sistema familiar como um todo, geralmente estão votados a falhar. Um grande esforço pode fazer com que as coisas melhorem por um tempo, por exemplo, uma melhor comunicação com um irmão. No entanto, quando os emaranhamentos sistémicos não são tratados, eles continuam a tornar as coisas difíceis. Assim, os problemas de comunicação com o irmão podem retornar, ou a comunicação melhorada pode causar dificuldades entre outros membros da família. As constelações oferecem-nos a expectativa de que é possível uma solução que beneficie todos na família.

A constelação permite aos participantes ver a dinâmica subjacente dos problemas e começar a explorá-los criativamente. Deste modo as percepções das pessoas mudam. Eles desenvolvem uma nova compreensão sobre a origem dos seus problemas e sobre o que poderá ajudar a resolvê-los.

Texto de Chris Walsh publicado em www.constellationflow.com e traduzido do inglês por Eva Jacinto.

Ilustração de Keith Negley


Contatos

Seu Nome (obrigatório)

Seu E-mail (obrigatório)

Seu Telefone/Whatsapp com DDD (opcional)

Sua Mensagem

Telefone

51 984768313